sexta-feira, 22 de novembro de 2013

...



lemos poesia

[nos olhos de Jorgeane, Ana Cleide, Shirley, Rose, Karina e Orlandina; nas mãos que escreveram linhas tortas; nas grades que amolecem em algumas tardes; nos cílios úmidos, que pulsam raios de olhos de sol. lemos na biblioteca mentes livres, livros indecifráveis, sob uma névoa e um desejo de um mundo sem portas]

na lemos de brito


biblioteca mentes livres - penitenciária lemos de brito - salvador/ba
biblioteca mentes livres - penitenciária lemos de brito - salvador/ba

registros da oficina que demos, eu e silvana rezende (+ O LIVRO de água), na penitenciária lemos de brito, dentro do programa de extensão - oficina de escrita criativa - ligada ao grupo de pesquisa "literatura como performance", do instituto de letras/ufba, que tem a professora Denise Carrascosa como orientadora. o trabalho é incrível.

todas as penitenciárias deveriam ter oficinas de arte.
espero termos libertado as meninas, por alguns instantes, porque nós ficamos lá, com certeza, um pouco presas com elas.

aqui embaixo algumas fotos do livro feito pelas meninas, na oficina, com referência em O LIVRO de água: