quarta-feira, 29 de junho de 2011

pausa

o sol escorregava
pelos galhos das árvores velhas.

8 comentários:

Louise Lou disse...

Feche os olhos e ouça...maresia...

Cláudia disse...

Karina,

Nunca fomos formalmente apresentadas, mas suas palavras chegaram até a mim, por coincidência. Fiquei feliz com a tua poesia. Parabéns!

Anônimo disse...

Sensacional!

Nilson disse...

De novo: sensacional!

Álvaro Andrade disse...

caramba, esse poema me trouxe uma lembrança sensacional que acabei de fazer num poema. qnd postar passo aqui.

Fernanda disse...

Gostei dos babadinhos:)

Anônimo disse...

Novamente sensacional ...

brown bunny disse...

afe... que coisa linda isso karina! ler/ver isso. bjs