quarta-feira, 19 de maio de 2010

lambe-lambe poesia



o lambe-lambe poesia em cachoeira_bahia
no salão de artes audiovisuais do recôncavo







































um chão de palavras leva ao lambe-lambe















o primeiro visitante






































os vizinhos do lambe-lambe:
pula-pula, coreto, carrinho de pipoca e piscina de bolas...
do outro lado, o rio entre cachoeira_são félix













a fila















pra ver a dois













à vontade















a poesia!


poesia quase invisível num lambe-lambe,
objeto da memória afetiva das praças públicas,
que não existe mais.

poesia quase invisível, num objeto que já não existe...
minha "ocupação poética" da cidade de maneira sutil.



fotos_valter ornelas, silvana rezende e karina



8 comentários:

Vitor Andrade disse...

Adorei tudo por aqui! Ganhei uma edição da revista Muito, em que tem uma matéria sobre vc, então resolvi visitar! Muito bom! Visite meus blogs (um de crônicas sobre música, e outro de contos e poesias)!
Beijo enorme, e que a inspiração nunca nos falte!

Anônimo disse...

Oi Karina,
Você vai fazer em Salvador também?

Gerana Damulakis disse...

Vc é incrível, K.

karina rabinovitz disse...

sim! o lambe-lambe vem pra salvador! ainda não sei a data, mas virá!
e pra outras cidades também...

Carolina Caetano disse...

Outras cidades? Rio de Janeiro é longe, né... Já disse que você bem que podia ter escala aqui! Hehe.
Abraço! Lindo o trabalho.

karina rabinovitz disse...

acho que chegamos ainda no rio de janeiro, sim... quem sabe?!

Paullo Phirmo disse...

Nossa, Karina! Você sempre com iniciativas FANTÁSTICAS! Parabéns!

Anônimo disse...

lindo!