domingo, 21 de março de 2010

aparências


nada é mesmo
o que parece ser.

- o mar -
de longe: azul
de perto: verde
por dentro: transparente.

aparências:
na superfície, tudo é diferente
do que realmente é.

o segredo pra não julgar?
- em vez de olhar o mar de longe,
mergulhar!


16 comentários:

Anônimo disse...

é bom entrar aqui e lembrar coisas importantes escritas de maneira tão delicada,
obrigada karina!

Anônimo disse...

sempre uma surpresa ótima passar por aqui. muito bom mesmo.

brown bunny disse...

mergulhar sempre.. mesmo que seja pra bater com a cabeça na pedra e mergulhar de novo.. de novo...

lindo teu poema.

bjos.

Mirela disse...

Primeira vez que visito e já me encantei.
Vou mergulhar em suas paçavras!
=)

Por que você faz poema? disse...

Ótimos versos, pricipalmente o modo como ele se encadeia para seu desfecho.

Anônimo disse...

Gostei da "lição de mergulho", da construção do poema e do seu nome.
Abraço.
Flamarion

Raiça Bomfim disse...

Mergulhar! Ao fundo, a dentro...

Gerana Damulakis disse...

Bela construção, como já disse Flamarion.

Anônimo disse...

Gostei muito.

Mas eu acho que seria melhor sem o "por dentro: transparente." ...

karina rabinovitz disse...

olá anônimo...,

acabo de fazer um ajuste no poema. algo também me incomodava ainda.
mas "por dentro: transparente" tem que ficar! pra dar sentido à construção do poema.

mas acho que melhorou agora...
será?

Anônimo disse...

sí, karina, acho que melhorou. mas ainda to "incomodada" com o verso que mencionei anteriormente!.. acho que a primeira estrofa e o título são suficientes. yes? :)

Anônimo disse...

olá, acabei de ler sua resenha no jornal a tarde deste sábado.surpresa boa, espero mais dicas. um ótimo feriado!beijos,patrícia freitas

Anônimo disse...

Adorei te ler hoje, vizinha!

Rodrigo Damacena disse...

O Mar, assim como nós... De longe assim, de perto assado e por dentro? Sangue e pancreas e ossos. Loucura minha, belo poema seu.

Laurent Gabriel disse...

Adorei, querida.

V a l é r i a disse...

Gostei muito. *__*